Skip to Content

Módulo VI - Sujeitos da EJA e Trabalhadores

Ementa: Educação de Jovens e Adultos na Diversidade, Direito de Aprender de todos e de cada um: Gênero, Raça, Etnia, Diversidade Sexual, Mundo do Trabalho, EJA como espaço facilitador de múltiplas aprendizagens, Educação libertadora em EJA.

Estimado(a) Professor (a) Aluno (a),

Este módulo tem por objetivo abordar os sujeitos da Educação de Jovens e Adultos - EJA, considerando os ciclos vitais, a partir de 15 anos e mais, que é a lógica de organização do sistema escolar e incorporando a sua condição de sujeito trabalhador no mundo do trabalho, ou seja, espaço-tempo de realização e constituição de saberes e do Ser-humano no processo de seu auto-(re)conhecimento.

A atual relação do trabalho com a educação realiza-se de acordo com o que é estabelecido pelo modo de produçãocapitalista de organização da produção. É nesse sentido que o mundo do trabalho é reduzido à perspectiva do emprego. A Educação deve ser compreendida como potencializadora do trabalho, enquanto atividade humana, entendido como princípio educativo centrado na vida, com a participação direta da sociedade no trabalho socialmente produzido. Essa participação deve ser ativa, consciente, crítica e coletiva para que se possa compreender os fundamentos da vida em geral, exercendo a apropriação social de saberes orientados para a transformação das condições naturais da vida e a ampliação das potencialidades e dos sentidos humanos.

A atividade avaliativa corresponde à sua participação efetiva na construção coletiva do conhecimento a ser gerado no Tópico 1 do Fórum Sujeitos de EJA Trabalhadores (40 pontos),a partir da sua contribuição individual– Texto reflexivo (60 pontos) e dos demais colegas com a mediação dos professores mediadores, conforme o que se segue:
1. Leitura ou releitura do livro de Paulo Freire “Pedagogia do Oprimido”, escrito em outono de 1968 em Santiago-Chile (1ª edição em inglês, espanhol, italiano, francês e alemão e, somente em 1975, publicado em português no Brasil);
2. Visionamento do vídeo da última entrevista de Paulo Freire, 15min. realizada em sua casa, em 17de abril de 1997;

3. Leitura do Capítulo IV: “Evoluindo e Gerando Conhecimento” do Livro Educação Superior aDistância – Comunidade de Trabalho e Aprendizagem em Rede (CTAR) de autoria deAngelim, M. L. e Rodrigues, M.A, 2009 .
4. Outros visonamentos são complementares/opcionais, ou seja:
a. Vídeo do Milton Santos no Programa Roda Viva, 23min. com transcrição.
b. Vídeo o “O olhar viajante de Pièrre Verger”, parte 1.
c. Vídeo-animação sobre o Manifesto Comunista, de Marx e Engels, disponível em http://www.youtube.com/watch?v=EaVbYyky-Bw(8’17”).
5. Com base na leitura e visionamento, elaborar um Texto reflexivo (sua compreensão, posicionamento crítico e contextualizado) de 10 a 15 linhas sobre a significação dos sujeitos de EJA trabalhadores na perspectiva do auto-(re)conhecimento.
6. A solicitação de matrícula escolar – SOME – é o formulário que concentra na escola algumas informações do aluno. No Tópico 2 do Fórum Sujeitos de EJA Trabalhadores proponha, para além da SOME, outras informações pertinentes e características significativas do(a) aluno(a) trabalhador(a). Essas características permitem trabalhar a EJA numa perspectiva de educação libertadora? Compartilhe com os colegas as características que para você atendem essa perspectiva.
7. Como forma de dar visibilidade ao mundo dos(as) trabalhadores(as) jovens e adultos que estudam, propomos iniciar a construção de uma Galeria de Imagens com fotos tiradas pelos próprios estudantes trabalhadores em seu ambiente coletivo de trabalho com a devida autorização dos mesmos.
8. Para seu aprofundamento e consultas opcionais, sugerimos uma bibliografia complementar e sítios selecionados, aos quais poderão ser acrescentadas suas indicações.

Professores: MariaLuiza, Renato Hilário, Erlando Rêses, Márcia Sales, Maria Clarisse eTutoras(es).