Skip to Content

7 ações para combater a evasão na EJA

              A Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Brasil convive historicamente com um alto índice de evasão. Dos 8 milhões de pessoas que frequentaram o curso até 2006, 42,7% não chegaram a terminá-lo, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2007. As razões para esse índice ser tão alto vão desde a incompatibilidade entre o horário das aulas e o trabalho até a metodologia, que não respeita as especificidades desse aluno. Na tentativa de diminuir esses números, o governo federal tem ampliado, nos últimos anos, os investimentos no setor, com destaque para a inclusão da EJA no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, o Fundeb, e nos programas de escolha de livros didáticos e repasse de verba para a alimentação escolar. As políticas públicas têm um papel fundamental na garantia desse direito e na melhoria do cenário. No entanto, iniciativas dos gestores também podem contribuir - e muito - para reduzir a evasão. 

MEC divulga critérios para Estados e municípios cumprirem novo piso do magistério

O MEC (Ministério da Educação) anunciou nesta quinta-feira (24) o valor reajustado do piso salarial nacional do magistério: R$ 1.187,08 e os novos critérios para que Estados e municípios possam cumprir com a determinação.

Segundo a pasta, as regras para pedir complementação de verba para o piso foram atenuadas e cerca de R$ 1 bilhão está reservado para esse fim. Confira as normas:

  • Aplicar 25% de suas receitas na manutenção e desenvolvimento do ensino;
  • preencher o Siope (Sistema de Informações sobre Orçamento Público na Educação);
  • cumprir o regime de gestão plena dos recursos vinculados para manutenção e desenvolvimento do ensino;
  • dispor de plano de carreira para o magistério com lei específica;
  • demonstração cabal do impacto da lei do piso nos recursos do Estado ou Município.

Apesar de a Confederação Nacional dos Municípios ter pedido que o reajuste fosse feito somente em abril, o ministério afirma que seguiu a definição do custo-aluno pela lei do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), do início deste ano.

XX EPENN- ENCONTRO DE PESQUISA EDUCACIONAL DO NORTE E NORDESTE - "EDUCAÇÃO, CULTURAS E DIVERSIDADES"

                           MANAUS - 23 a 26 DE AGOSTO DE 2011

O EPENN – Encontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste em sua vigésima edição é o encontro regional de pesquisa em educação mais antigo do Brasil. Realiza-se desde os anos 70, congregando pesquisadores da área educacional e afins com o objetivo de socializar a produção teórica prática no campo educacional e fortalecer os programas de pós-graduação em educação do Norte e Nordeste.

O EPENN é um encontro bianual, vinculado à ANPED – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, promovido pelo Fórum de Programas de Pós-Graduação em Educação do Norte e Nordeste e organizado pelo Programa da cidade que o sedia.
Desde o encontro realizado em Salvador-BA, o encontro passou a reunir pesquisadores do Norte e do Nordeste do país, ampliando assim sua área de abrangência, antes restrita ao nordeste brasileiro.

A vinda do XX EPENN para Manaus reflete o atual período de avanços, quantitativos e qualitativos, da pesquisa educacional e das ações pós-graduadas que aqui se desenvolvem. Em 1986 a Universidade Federal do Amazonas teve seu projeto de Mestrado Acadêmico em educação recomendado pela CAPES e, em 2009 ocorreu o mesmo com o Doutorado em Educação.

Encontro de Articulação e Planejamento da Região Norte

Nos dias 17 e 18 de março de 2011, será realizado no Instituto Ciencias da Educação, setor profissional campus do Guamá Belém - Pará,  o Encontro de Articulação e Planejamento da Região Norte.

Veja aqui a programação completa.

I Seminário da EJA - Presidente Figueiredo

Comunicamos que este evento foi adiado. Estaremos divulgando nova data em breve. Aguarde!

No  dia 18 de março, estará sendo realizado no Municipio de Presidente Figueiredo, o I Seminario da EJA do Amazonas, o seminário será promovido pela Agenda Territorial em parceria com a prefeitura de Pres. Figueiredo, Programa Todos Pela Educação, IFAM e Conselho Estadual de Educação.

O seminário tem como objetivo desenvolver ações integradas para contrução da Agenda Territorial de desenvolvimento integrado de alfabetização e educação de jovens, adultos e idosos no município de Presidente Figueiredo.

Publico Alvo: Secretarias Municipais, Representantes da Sociedade Civil, Professores (as), Alunos (as), ONG’s e Sistema “S”.

 

Período: Data 18 de março de 2011

              Local: Auditório do IFAM

              Horário: 09h00 às 18h00

 

Programação:

 • Abertura

 Secretario Municipal de Educação de Presidente Figueiredo

 Secretaria Adjunta do Interior/SEDUC

 • Mensagem

 • O que é agenda territorial ?

Conteúdo sindicalizado