Skip to Content

VI CONFINTEA e Confintea +6

A Conferência Internacional de Educação de Adultos (CONFINTEA) é realizada desde de 1949, a cada 12 anos, pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação,a Ciência e a Cultura), seu objetivo é debater e avaliar as políticas implementadas am âmbito Internacional para essa modalidade de educação e traçar as principais diretrizes que nortearão as ações neste campo.

As cinco edições anteriores foram recepcionadas, respectivamente, pela Dinamarca, Canadá, Japão, França e Alemanha.

A VI CONFINTEA aconteceu em Belém do Pará, Brasil entre os dias 1º e 4 de dezembro de 2009. Para maiores informações acesse aqui:

Ação Formativa - Senador Canedo

5.jpeg

Página destinada aos materiais sitematizados na Ação Formativa do município de Senador Canedo.

Aguardando contribuições.

Recomendação sobre Aprendizagem e Educação de Adultos, 2015

Esta Recomendação foi aprovada na 38º Sessão da Conferência Geral da UNESCO, em novembro de 2015. Ela apoia o Marco de Ação da Educação 2030, reflete tendências globais e orientará a transformação e a expansão de oportunidades de aprendizagem equitativas para jovens e adultos. É o documento mais atualizado e abrangente para tomadores de decisão no campo político, pesquisadores, profissionais do governo e de organizações da sociedade civil e outras partes interessadas.

Clique aqui e acesse. Veja essa e outras publicações em nosso Portal, clique aqui.

LANÇAMENTO DO GRALE III NA AMÉRICA LATINA E CARIBE

Educação de Jovens e Adultos e a UNESCO

"No marco da aprendizagem ao longo da vida, a alfabetização faz parte do direito à educação, ela está no cerne da educação básica e é um alicerce indispensável da aprendizagem independente. Os benefícios da alfabetização, principalmente para mulheres, são bem documentados. Eles incluem maior participação no mercado de trabalho, retardamento do matrimônio, melhor saúde e melhor alimentação familiar e da criança; isso, por sua vez, ajuda a reduzir a pobreza e a expandir as oportunidades de vida. Habilidades básicas em matemática também são habilidades essenciais: manipular números, contas, medidas, proporções e quantidades é básico à vida e necessário em qualquer lugar" (Declaração de Incheon). 

No entanto, ainda há cerca de 758 milhões de adultos, incluindo 115 milhões de pessoas com idades entre 15 e 24 anos, que não são capazes de ler ou escrever uma simples frase. A maioria dos países não alcançou a meta da Educação para Todos, de atingir 50% de melhoria nos níveis de alfabetização de adultos até 2015.

Gênero 

Estados e municípios podem aderir a Brasil Alfabetizado até dia 6 de março de 2017

educacao079.jpg

Estados e municípios podem aderir a Brasil Alfabetizado

até dia 6 de março de 2017

O Ministério da Educação prorrogou até 6 de março de 2017 o prazo para que estados e municípios possam aderir ao programa Brasil Alfabetizado. Segundo a pasta, a ideia é atender prefeituras e estados com dificuldade de acesso à internet, além de contemplar novos gestores que assumiram as secretarias de educação este ano.

Os interessados devem enviar, para o endereço,os seguintes documentos: ofício para primeiro acesso do gestor local; ofício para alteração de gestor local; e ofício para vinculação de gestor à entidade. Até o momento, mais de 700 localidades, entre estados e municípios, já fizeram inscrição no programa.

Este ano, o Brasil Alfabetizado vai atender 250 mil pessoas a partir de 15 anos de idade. O programa é considerado pelo governo federal como porta de acesso para a alfabetização de jovens, adultos e idosos, com atendimento prioritário a municípios que apresentam alta taxa de analfabetismo – 90% deles na Região Nordeste.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, no Brasil, 12,8 milhões de jovens e adultos com 15 anos de idade ou mais não são alfabetizados. O número representa 8% de toda a população nessa faixa etária.

 

Conteúdo sindicalizado